Outras Notícias

  • CPPC expressa condolências pelo falecimento de Roland Weyl 30-04-2021

      O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta profundamente o falecimento de Roland Weyl, no passado dia 20 de abril. Advogado, anti-fascista,...

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

Paz

  • Almoço da Paz | Porto

     almoco pela paz porto 2020 1 20200225 1714699491

    almoco pela paz porto 2020 7 20200225 1392247117

    Decorreu, no Porto, no passado dia 22 de fevereiro, o habitual Almoço da Paz, que contou com a participação animada de 70 pessoas. Foi convidado a intervir no almoço o jornalista Alfredo Maia, membro da Presidência do CPPC que, partindo dos recentes casos de racismo em Portugal, abordou alguns dos perigos da situação internacional e denunciou as posições de ingerência do imperialismo norte americano e dos seus aliados, designadamente no âmbito da NATO. Deixou palavras de solidariedade aos povos martirizados do Iémene, da Síria, Palestina e Iraque, sem esquecer povos de África e da América Latina.

    Em nome da direção nacional do CPPC, Ilda Figueiredo referiu-se em especial às próximas atividades do CPPC, destacando a petição pela assinatura e ratificação do Tratado de Proibição de Armas Nucleares, os Concertos pela Paz, em Gondomar, no dia 15 de março e em VN de Gaia, a 21 de março, e o próximo Encontro pela Paz, a realizar em 30 de maio, em Setúbal. Sublinhou a importância da convergência de vontades na defesa da paz e gritou-se " Paz sim! Guerra não!

    Brindaram os presentes, com a sua bela música de intervenção, os artistas Minda e Fábio e realizou-se o sorteio de uma obra de arte oferecida pelo pintor Franchini.

  • Almoço pela Paz reúne meia centena em Almada

    almoco pela paz reune meia centena em almada 1 20190129 1590446138

    O CPPC realizou no dia 26, em Almada, um Almoço pela Paz no qual participaram cerca de 50 pessoas, entre activistas da paz e da solidariedade, autarcas, associativistas e muitos outros, empenhados em levar mais longe a acção em prol da paz, do desarmamento, da solidariedade com os povos.

    Nas intervenções, proferidas por Armando Farias, da direcção nacional do CPPC, e Frederico de Carvalho, da presidência, foram realçadas as principais ameaças à paz e segurança internacionais e reafirmada a solidariedade com os povos do mundo, com destaque para o palestino e o venezuelano, que por estes dias resiste a mais uma tentativa de golpe de Estado por parte dos EUA e seus aliados internos.

    Do almoço saiu a determinação em levar mais longe, no concelho de Almada, a acção do CPPC, em debates públicos ou em escolas como noutras iniciativas, próprias ou em colaboração com autarquias, associações e outras entidades.

  • América Latina e Caribe: Zona de Paz

    "Movimentos, organizações e intelectuais debaterão em Havana os desafios da América Latina e Caribe como Zona de Paz

    Quase três anos desde a declaração da América Latina e do Caribe como Zona de Paz pelos chefes de Estado e Governo da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), movimentos regionais e do mundo reúnem-se em Havana, Cuba, entre 21 e 23 de setembro de 2016, para debater a conjuntura. A presidenta do Cebrapaz e do Conselho Mundial da Paz (CMP) Socorro Gomes participa do evento, o Primeiro Seminário Internacional “Realidade e Desafios da América Latina e Caribe como Zona de Paz”. Leia a convocatória a seguir, difundida pelo Movimento Cubano pela Paz e a Soberania dos Povos (MovPaz), à frente da coordenação regional do CMP.

  • Apelo à participação nas comemorações do 25 de Abril

    apelo a participacao nas comemoracoes do 25 de abril 1 20210424 1220152185
    As concentrações de activistas do CPPC serão:
    - Coimbra - Praça da Canção - 15 h
    -Faro - Largo de S.Pedro/Largo Catarina Eufémia -15h
    -Lisboa - Avenida da liberdade ( Quarteirão do DN ) - 14:30h
    - Porto - Largo Soares dos Reis (junto à escultura de Virginia de Moura) - 14h30h
    -Viseu - Rossio - 15 h
    O CPPC participa nas comemorações populares do 25 de Abril e apela à participação de todos.
    Defender a Paz e os valores de Abril
    O Conselho Português para a Paz e Cooperação apela à participação nas comemorações populares do 47.º aniversário da Revolução de Abril, um dos mais importantes acontecimentos da História de Portugal, que o povo português volta a celebrar nas ruas do país, homenageando os militares de Abril e todos os homens e mulheres que lutaram contra o fascismo e o colonialismo, abrindo caminho à revolução que permitiu responder a décadas de anseios, sonhos e lutas por uma sociedade de liberdade, justiça, progresso social e paz.
  • Apresentação do livro "Décadas de Luta pela Paz"

    O CPPC convida todos os seus aderentes e amigos e todos quantos sinceramente defendem os valores da paz, da cooperação e da solidariedade para participaram na apresentação do livro «Décadas de Luta pela Paz», que se realiza no dia 22 de Abril às 12 horas no Fórum Lisboa (Av. Roma 14-L, 1000-265 Lisboa).

    Elaborado no âmbito da comemoração dos 40 anos da formalização jurídica do Conselho Português para a Paz e Cooperação, o livro recorre sobretudo a documentação própria do CPPC ou de plataformas mais vastas em que este participou para traçar o exaltante percurso do movimento da paz português desde o seu surgimento, na década de 40 do século XX, até aos nossos dias. A obra, profusamente ilustrada, é em grande medida uma homenagem a todos os que deram o melhor de si à ampliação da luta pela paz.

  • Apresentação do livro do Encontro pela Paz

    lancamento do livro encontro pela paz 1 20191212 1249431146

    Na próxima quarta-feira, 11 de Dezembro, pelas 12 horas, na Casa da Paz, rua Rodrigo da Fonseca, 56, 2º, em Lisboa, as organizações e instituições que prepararam o Encontro pela Paz, realizado em 20 de Outubro de 2018, em Loures, irão apresentar o livro que reúne materiais e intervenções dessa importante iniciativa que envolveu mais de 700 pessoas e de 50 organizações.

    Teremos o maior gosto que se juntem a nós nesta apresentação.

    Saudações de paz.

    Pela Paz, todos não somos demais.

  • Apresentação do livro do Encontro pela Paz

    apresentacao do livro do encontro pela paz 1 20191230 1587155458

    No passado dia 11 de Dezembro, na Casa da Paz, em Lisboa, organizações e instituições que prepararam o Encontro pela Paz, realizado em 20 de Outubro de 2018, em Loures, apresentaram o livro que reúne materiais e intervenções dessa importante iniciativa que envolveu mais de 700 pessoas e de 50 organizações,de todo o país, o que foi uma muito importante afirmação dos valores da paz, da amizade, da solidariedade e da cooperação.

    Na apresentação, diversos representantes das organizações presentes salientaram a importância da convergência de organizações e entidades que estiveram na base do Encontro pela Paz com o objectivo geral de contribuir para a promoção da mobilização e intervenção em defesa da paz e pela rejeição do militarismo, da corrida aos armamentos e da guerra, tendo presentes os princípios da Carta da ONU e da Constituição da República Portuguesa

    No momento muito complexo, de grandes perigos para a paz mas também de crescentes mobilizações na sua defesa, incluindo o Papa Francisco no apelo recente que fez ao desarmamento nuclear, foi manifestada a vontade de continuar a procurar pontos de convergência na defesa da paz visando também o novo Encontro pela Paz, a realizar em 30 de Maio de 2020, em Setúbal.

    Pela Paz, todos não somos demais.

  • Artistas pela Paz

    artistas pela paz 1 20180924 1516788780

    artistas pela paz 2 20180924 1217712489

  • Artistas pela Paz - Viana do Castelo

    artistas pela paz viana do castelo 1 20201006 1812605264
    O Centro Cultural do Alto Minho - CCAM em colaboração com o Conselho Português para a Paz e Cooperação – CPPC, tem o prazer de convidar para a inauguração da Exposição Colectiva, Artistas Pela Paz, que terá lugar a 3 de Outubro (Sábado), pelas 19h, na Galeria Barca d´Artes, nº31 da Rua dos Manjovos, integrada no contexto de defesa pela Paz por ocasião dos 75 anos da vitória do final da Segunda Guerra Mundial.
    ----------------------------------------------------------------------------
    Atenção: durante o período expositivo serão asseguradas todas as condições e precauções, seguindo rigorosamente as condições da DGS em relação ao numero de visitantes por m2, obrigatoriedade de uso de máscara, no espaço interior e disponibilização de uso de gel desinfetante!
  • Artistas pela Paz - VN Gaia 2017

    Inaugurou-se a 8 de Julho, em Vila Nova de Gaia, a exposição Artistas pela Paz, que integra a II Bienal Internacional de Arte Gaia 2017. Até 30 de Setembro, podem apreciar-se 31 obras de Artistas pela Paz, incluindo pintura, escultura e fotografia. Esta exposição, de que são curadoras Ilda Figueiredo e Mirene, surgiu no âmbito da promoção da Cultura pela Paz, e resultou de uma parceria que o CPPC desenvolveu com Artistas de Gaia – Cooperativa Cultural.

    Os artistas participantes são: Agostinho Santos, Ana Maria, António Fernando, Celeste Ferreira, Céu Costa, Cipriano Oquiniame, Do Carmo Vieira, Egídio Santos, Evelina Oliveira, Fernanda Boas, Filipe Rodrigues, Gérard Morla, Helena Fortunato, Henrique do Vale, Humberto Nelson, Isabel Lhano, João Carqueijeiro, José Rosinhas, Júlia Pintão, Liseta Amaral, Mami Higuchi, Maria Rosas, Mirene, Otília Santos, Paulo Neves, Ricardo de Campos, Rosa Amaral, Rosa Bela Cruz, Rui da Graça, Rui Ferro e Susana Bravo.
    Entretanto, está previsto realizar no local da exposição um debate sobre a Paz no final da tarde de 7 de Setembro.

  • Artistas pela Paz | Olhão

    artistas pela paz olhao 1 20181125 1143077329

    A exposição "Artistas pela Paz", que será inaugurada em Olhão, na Associação Cultural, Re-Criativa Republica 14, no próximo sábado pelas 18 horas.
    Esta exposição itinerante teve o seu inicio em Silves no dia 21 de Setembro, dia Internacional pela Paz (ONU), e terminará no dia 21 de Setembro de 2019 em Faro.
    A exposição é uma parceria do Conselho Português para a Paz e Cooperação e a PAS - Peace and Art Society, uma associação internacional de artistas plásticos e os municípios e associações que a acolhem, neste caso a Associação Re-Criativa Republica 14. Em Olhão temos também parceria com a ACASO - Associação Cultural e de Apoio Social de Olhão.

  • Artistas pela Paz | Quarteira

    artistas pela paz quarteira 1 20191001 1875698389

    No dia 21 de Setembro, Dia Internacional da Paz, inaugurou-se em Quarteira, Loulé, a última mostra da exposição "Artistas pela Paz".

    Esta exposição itinerante, teve o seu início no dia 21 de Setembro de 2018, em Silves, nos Paços do Concelho, percorreu vários locais no Algarve - Olhão, Vila Real de Santo António, Lagoa, Faro e Universidade do Algarve. Termina agora a sua mostra no dia 19 de Outubro, na Galeria da Praça do Mar, em Quarteira.

    A exposição "Artistas pela Paz", foi uma proposta do CPPC em parceria com a PAS - Peace and Art Society, envolveu mais de 20 artistas desta associação e integrou artistas convidados dos vários concelhos por onde foi passando.

    Foram várias centenas de visitantes que puderam apreciar os diferentes olhares para a Paz.

  • Artistas pela Paz | Vila Real de Santo António

    artistas pela paz vila real de santo antonio 1 20190129 1783773841

    Dando seguimento à sua itinerância a Exposição "Artistas pela Paz", organizada pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), em parceria com a Peace and Art Society (PAS), inaugurou na Biblioteca Municipal de Vila Real de Santo António, no passado dia 4, pelas 18 horas.

    Esta exposição, que já esteve patente ao público nos concelhos de Silves e Olhão, estará durante o mês de Janeiro em VRSA, após o que seguirá para Loulé e Aljezur e finalmente Faro.

    A exposição que tem como objectivo apelar à paz e ao desarmamento, envolve artistas e instituições do Algarve.

    Em VRSA a exposição tem como convidado o artista plástico António Vicente Cardoso, e obras de alunos de artes da Escola Secundária de VRSA.

  • Assembleia da Paz | 16 março | Lisboa

    assembleia da paz 16 marco lisboa 1 20190304 2023273414

  • Assembleia Mundial da Paz - Brasil 2016

    "Conselho Mundial da Paz realizará Assembleia no Brasil e Cebrapaz será anfitrião

    São Luís (MA) será a capital da luta pela paz em novembro. O Conselho Mundial da Paz (CMP) realiza pela primeira vez no Brasil a sua Assembleia e escolheu o Maranhão, que ofereceu a sua combativa hospitalidade, como o ponto de encontro dos movimentos engajados na luta contra a guerra e a opressão. O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) será o anfitrião.

  • Assinalar a vitória sobre o nazi-fascismo, defender a Paz

    assinalar a vitoria sobre o nazi fascismo defender a paz 1 20190510 1277994828

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) assinala o 74º aniversário da vitória sobre o nazi-fascismo na Segunda Guerra Mundial reafirmando a sua determinação em prosseguir e intensificar a acção de esclarecimento e mobilização da opinião pública para a defesa da Paz, para a amizade e cooperação entre os povos do mundo, continuando a dar o seu contributo para que nunca se venha a repetir barbárie semelhante que causou cerca de 50 milhões de mortos.

    Neste 9 de Maio de 2019, em que se assinala o Dia da Vitória, o CPPC alerta para as ameaças e os perigos que a actual situação internacional comporta, em que se multiplicam focos de ingerência e conflito – do Médio Oriente à Ásia Central, da Europa de Leste ao Pacífico, de África à América Latina – e com a crescente tensão das potências ocidentais, designadamente, dos EUA, da União Europeia e da NATO, face à Federação Russa e à China, de consequências imprevisíveis.

  • Até a vitória, sempre!

    ate a vitoria sempre 1 20201202 2075373103
    Nos 4 anos do desaparecimento de Fidel Castro, líder da Revolução Cubana, o Conselho Português para a Paz e Cooperação recorda o abnegado lutador pela Paz, pela soberania, a democracia, a liberdade, o progresso social, pelo desarmamento nuclear, a justiça, a cultura, a amizade e cooperação entre os povos, pela causa libertadora dos trabalhadores e dos povos de todo o mundo.
    Particularmente num tempo em que a defesa da paz ganha cada vez mais importância e urgência, continuamos a ter no seu percurso de vida e nos ideais que o orientaram, um exemplo para todos os amantes do progresso, da justiça social e da paz.
    Até a vitória, sempre!
    25 de Novembro de 2020
    Direcção Nacional do CPPC
  • Beja acolheu jantar/debate

    Com a presença de duas dezenas de ativistas da paz do núcleo de Beja do CPPC, teve lugar nesta cidade no passado sábado dia 2 de março um jantar debate sobre a luta pelo desarmamento nuclear, e a divulgação da petição “Pela assinatura por parte de Portugal do tratado de proibição de armas nucleares.

    Na sua intervenção, Armando Farias, membro da Direcção Nacional do CPPC, sublinhou quanto é importante o envolvimento de todos nesta importante batalha de luta pela paz, falou dos perigos que atual situação mundial comporta, mas que com mobilização e determinação conseguiremos os objetivos porque lutamos.

    Durante a sessão foram também divulgados o último boletim noticias da paz e o livro recentemente editado pelo CPPC “Décadas de lutas pela Paz”.

  • Boas Festas! A Paz é possível! Todos pela Paz!

    A Paz é possível! Todos pela Paz!

    A Direcção do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) saúda, neste final de ano, todos aqueles e aquelas que, ao longo de 2015, colaboraram na defesa e promoção da paz, na denúncia do militarismo e da guerra, na solidariedade com os povos de todo o mundo, particularmente com os povos vítimas de agressão.

    Foi um ano de muitas actividades que só foram possíveis com a participação generosa dos aderentes e amigos do CPPC, de que destacamos: a campanha “Pela Paz! Contra os exercícios militares da Nato!”, que exigiu a dissolução deste bloco político militar, a inauguração de uma terceira exposição assinalando o fim da Segunda Guerra Mundial intitulada “Celebrar a vitória, defender a Paz” que se juntou às duas anteriores com os lemas “Construir a Paz com os valores de Abril”, assinalando o 40º aniversário da Revolução de Abril, e “100 da Grande Guerra e a luta pela Paz”, as acções em torno do Apelo de Estocolmo e do 65º aniversário da criação do Conselho Mundial da Paz, diversas acções de solidariedade, sobretudo com os povos da Palestina, da Síria, e os refugiados, com a Frente Polisário e o povo saraui, com a República Bolivariana da Venezuela e com Cuba, entre muitas outras.

  • Celebrar o 25 de Abril | Porto

    celebrar o 25 de abril porto 3 20190430 2096412775

    No Porto, no Museu Militar, decorreu, no passado dia 29 de Abril, uma iniciativa do CPPC que celebrou a revolução de Abril e a paz e prestou homenagem aos combatentes anti-fascistas. Através da música do grupo "Uma vontade de música" dirigido por Guilhermino Monteiro, e da apresentação do livro de Vitor Pinto Basto por João Freitas e Ilda Figueiredo, foi possível evocar a importância dos valores de Abril como contraponto ao fascismo e à guerra colonial.