Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) denuncia a acção intervencionista e agressiva dos Estados Unidos e seus aliados na Síria, em flagrante violação da soberania, independência, integridade territorial da República Árabe Síria, ou seja, do direito internacional.

Uma acção intervencionista que está clara e objectivamente do lado dos grupos terroristas que falsamente dizem combater – como o Estado Islâmico e a Frente Al-Nusra, braço local da denominada Al-Qaeda. Face às crescentes dificuldades que estes grupos enfrentam no campo de batalha, em resultado das sucessivas derrotas sofridas, multiplicaram-se os ataques norte-americanos e israelitas a instalações militares e aviões de combate sírios e a populações civis, procurando dar cobertura aos grupos terroristas no terreno.

Situações como esta, que se têm sucedido nos últimos meses, tornam mais evidente a convergência efectivamente existente entre os grupos terroristas, os EUA, a NATO e potências da União Europeia, Israel e a Arábia Saudita, interessados no derrube do governo liderado pelo Presidente Bashar al-Assad e das forças patrioticas sírias, que há muito representam um obstáculo aos desígnios dos EUA na região.

Se a convergência entre os EUA e os grupos terroristas não é de hoje, os mais recentes desenvolvimentos da situação tornaram-na mais clara, pese embora a desinformação mediática erguida pelas grandes cadeias de comunicação norte-americanas ao nível mundial.

Para o CPPC, a defesa da soberania e da integridade territorial da Síria são o único caminho que serve a paz e a segurança na região e no mundo e o que efectivamente contribui para combater o terrorismo que, como se vê pelo Iraque, o Afeganistão, a Líbia e a própria Síria, se alimenta da guerra e da destruição.

A retirada das forças estrangeiras que ilegalmente intervêm em território sírio e o fim do apoio militar, logístico e financeiro aos grupos terroristas que aí operam são medidas essenciais para alcançar a paz na Síria.

Direcção Nacional do CPPC