Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

A Paz é possível! Todos pela Paz!

A Direcção do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) saúda, neste final de ano, todos aqueles e aquelas que, ao longo de 2015, colaboraram na defesa e promoção da paz, na denúncia do militarismo e da guerra, na solidariedade com os povos de todo o mundo, particularmente com os povos vítimas de agressão.

Foi um ano de muitas actividades que só foram possíveis com a participação generosa dos aderentes e amigos do CPPC, de que destacamos: a campanha “Pela Paz! Contra os exercícios militares da Nato!”, que exigiu a dissolução deste bloco político militar, a inauguração de uma terceira exposição assinalando o fim da Segunda Guerra Mundial intitulada “Celebrar a vitória, defender a Paz” que se juntou às duas anteriores com os lemas “Construir a Paz com os valores de Abril”, assinalando o 40º aniversário da Revolução de Abril, e “100 da Grande Guerra e a luta pela Paz”, as acções em torno do Apelo de Estocolmo e do 65º aniversário da criação do Conselho Mundial da Paz, diversas acções de solidariedade, sobretudo com os povos da Palestina, da Síria, e os refugiados, com a Frente Polisário e o povo saraui, com a República Bolivariana da Venezuela e com Cuba, entre muitas outras.

Vamos iniciar um novo ano num contexto particularmente complexo no plano internacional, o que exige de todos os amantes da paz uma redobrada atenção e uma ainda maior participação nas actividades em defesa da Paz.

Tal como foi definido na nossa Assembleia da Paz, realizada a 19 de Dezembro, com o lema "A Paz é possível! Todos pela Paz!”, continuaremos a contribuir para o reforço do movimento da Paz em Portugal, a lutar contra a guerra e o militarismo, a desenvolver acções de solidariedade e cooperação com os povos de todo o mundo.

Estamos convictos que podemos contar consigo. A actividade do CPPC depende da participação e empenhamento de todos os seus aderentes e amigos, incluindo a sua contribuição solidária.

As actividades que nos propomos realizar em 2016 só terão êxito com a participação e mobilização de todos e todas em torno de temas tão importantes como a solidariedade com os povos vítimas de agressões e ingerências, a exigência do fim das armas de destruição massiva, incluindo as armas nucleares, da corrida aos armamentos e da militarização das relações internacionais, a defesa dos princípios da Constituição da República Portuguesa e da Carta das Nações Unidas, designadamente na política externa portuguesa, a amizade entre os povos de todo o mundo.

Certamente que participará em iniciativas que irão assinalar o 40º aniversário da aprovação da Constituição da República Portuguesa e da formalização do CPPC, nas actividades de educação para a Paz e do desenvolvimento de uma cultura de Paz, de que é exemplo, entre muitas outras, o Concerto pela Paz, já em 9 de Janeiro, no teatro municipal Rivoli, no Porto.

Pela paz, todos não somos demais.

Com o nosso reconhecimento, convite e desafio, enviamos-vos os votos de Boas Festas e Bom Ano de 2016 – um novo ano de luta pela paz!

A Direcção Nacional do CPPC