Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

A convite do Movimento da Paz francês, Ilda Figueiredo, representando o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), participou em foruns que se realizaram no quadro do Congresso deste Movimento da Paz, que teve lugar nos dias 3 e 4 de Novembro, em Gennevilliers, Paris.
Recorde-se que o Movimento da Paz francês é uma organização membro do Conselho Mundial da Paz.
Os debates e mesas redondas que precederam este Congresso contaram com a presença de cerca de 280 pessoas, incluindo representantes de movimentos da paz de vários países, tendo o CPPC sido convidado a participar:


- num debate sobre as armas nucleares, onde deu a conhecer as actividades que desenvolve pela abolição destas armas, incluindo as que promove neste momento tendo como objectivo a assinatura e ratificação por Portugal do Tratado de Proibição das Armas Nucleares (como a petição que está a decorrer e os debates que está a realizar);
- e numa mesa redonda com o tema «Por uma Europa de paz e cooperação, agir por um sistema de segurança mútua na Europa», onde reafirmou que a dissolução da Nato, o fim da corrida aos armamentos e das armas nucleares, incluindo a sua não proliferação, bem como a rejeição das posições da União Europeia inscritas no Tratado de Lisboa, que reafirmaram a UE como pilar europeu da Nato, são questões essenciais e prioritárias para que haja um sistema de segurança mútua na Europa, o que exige o reforço da convergência de todos os amantes da Paz na luta por estes objectivos.
Nas suas intervenções, Ilda Figueiredo deu igualmente a conhecer as actividades que o CPPC tem desenvolvido, seja em Portugal, seja como coordenador do Conselho Mundial da Paz para a Europa.