Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

O Conselho Português para a Paz e Cooperação congratula-se com mais uma importante vitória de Cuba na Assembleia–Geral da ONU na luta contra o bloqueio económico que o governo dos EUA continua a impor aos cubanos e ao Mundo, dado o seu carácter extra-territorial. Foi no passado dia 28 de Outubro que, mais uma vez, com 188 votos a favor, e pela vigésima terceira vez consecutiva, a Assembleia-Geral das Nações Unidas solicitou aos Estados Unidos da América que ponha fim ao bloqueio económico, comercial e financeiro contra Cuba.

Tal como aconteceu no ano passado e em anos anteriores, esta legítima reivindicação de Cuba para que os EUA eliminem o sistema de sanções unilaterais mais abrangente que hoje se aplica contra qualquer país do mundo, teve o apoio quase unânime na sessão plenária da Assembleia-Geral da ONU. Só dois países - EUA e Israel - votaram contra e apenas três se abstiveram na votação contra o bloqueio que os Estados Unidos impuseram a Cuba em 1962, e que persiste há 52 anos.

Esta vitória de Cuba acontece num contexto de consolidação de importantes mudanças progressistas e anti-imperialistas na América Latina, de que se destaca a entrada da República Bolivariana da Venezuela para o Conselho de Segurança da ONU, como membro não permanente, eleito por 181 votos favoráveis, o que traduz também o prestígio da luta e da unidade do povo venezuelano, que soube resistir à escalada paramilitar e fascista e prosseguir com os avanços na melhoria das suas condições de vida e na afirmação de uma Venezuela e de uma América Latina e Caraíbas livres da alçada norte-americana e empenhadas na paz, na cooperação e no progresso dos seus povos.

O Conselho Português para a Paz e Cooperação saúda estas vitórias de Cuba e da República Bolivariana da Venezuela e dos seus povos, pelo seu importante significado no plano regional e mundial, reafirmando a solidariedade na luta contra o inadmissível bloqueio a Cuba.